O que é o Budismo?

Antes de tentarmos entender os ensinamentos de Buda, é importante que conheçamos o que é o Budismo, seu significado, sua história e seus símbolos.

O que é o Budismo?

O nome Budismo vem da palavra “budhi” que significa “despertar”, a filosofia do budismo tem origem com Sidarta Gautama o Buda, que atingiu a iluminação com 35 anos há mais de 2000 mil anos atrás e já possui mais de 300 milhões de seguidores em todo o mundo.

Antigamente o Budismo se restringia à Asia, porém com a globalização, vem ganhando cada vez mais seguidores em todo o mundo, inclusive no Brasil, que já possui mais de 250 mil seguidores.

É importante destacar que o Budismo não é uma religião, na verdade se identifica mais com uma filosofia de vida.

Filosofia significa amor e sabedoria, ambas descrevendo perfeitamente o significado geral do Budismo, visto que um dos ensinamentos centrais é de que devemos desenvolver nossa capacidade intelectual, para que seja possível entender os fatores externos e internos claramente.

Ensina também que devemos desenvolver o amor e a compaixão, para que possamos ser verdadeiramente bons a todos os seres sencientes.

Segundo a Significados:

Budismo é uma religião e filosofia orientais, fundada por Sidarta Gautama, o Buda. A filosofia budista é guiada pelos ensinamentos de Buda, e acredita que o caminho para a libertação está na consciência que pode ser alcançada por práticas e crenças espirituais, como a meditação e o yoga.

 

o que é o budismo

 

Quem foi Buda?

Depois de sabermos o que é o budismo, precisamos conhecer quem foi Buda.

O buda mais conhecido, e o primeiro, foi Sidarta Gautama.

Nascido em 563 A.C. em uma família real no norte da Índia, cresceu como um príncipe em um meio de muito conforto, apenas para descobrir que luxo e segurança não trazem felicidade.

Ao sair do seu castelo, se deparou com o sofrimento humano a sua volta, decidiu então abrir mão de toda sua riqueza e conforto para tentar descobrir as verdadeiras causas da felicidade.

Deixou sua mulher e filho quando tinha 29 anos para seguir caminhos religiosos que existiam na Índia, com grandes professores religiosos, que o ensinaram tudo que sabiam, porém nenhum realmente possuía o conhecimento de como encontrar a verdadeira felicidade e o fim do sofrimento humano.

Então após seis anos de meditação, toda sua ignorância se dissipou, e ele finalmente entendeu. Desse dia adiante, ficou conhecido como Buda, o iluminado. 

Viveu mais 45 anos, tempo em que viajou por toda Índia, ensinando a todos que cruzavam o seu caminho o que havia descoberto. Sua paciência e compaixão eram tão grandes, que milhares decidiram virar seus seguidores e buscar a iluminação.

Abandonar seus filhos para buscar a iluminação deve ter sido bastante difícil para Sidarta, porém sua escolha de deixar sua família e se dedicar a encontrar a iluminação, beneficiou todos os seres humanos do mundo, sendo um grande sacrifício em nome da humanidade.

Buda foi um Deus?

Não. Ele não foi.

Ele nunca afirmou que foi um Deus, filho de um Deus, ou menos um mensageiro de Deus.

Ele foi apenas um Ser humanos que alcançou a iluminação, através da compaixão e da dedicação aos estudo do Darma. Iluminação essa disponível a todos os seres humanos.

Os budistas adoram a imagem de Buda, simplesmente porque admiram quem ele foi, é uma forma de respeito e de lembrar a si próprio que a iluminação é possível e está presente em cada um dos seres humanos que habitam a terra hoje.

A estatua de Buda com suas mãos levemente descansando em seu colo e seu sorriso cheio de compaixão, nos lembra de desenvolver compaixão, amor e paciência com entre quem nos relacionamos.

Os símbolos mais conhecidos no Brasil são a Flor de Lótus e o Buda gordo.

A primeira significa pureza espiritual e destaca o surgimento de Buda. Já o Buda gordo, que significa prosperidade, não é a imagem de Sidarta, visto que nenhuma das imagens antigas retrata Buda sendo gordo, sendo desconhecido a origem, o mais provável é que tenha sido criado por algum dos monges que o associaram a abundância.

Espero que este pequeno texto tenha ajudado-o a compreender um pouco mais do que é o Budismo e o seu significado para a sociedade.

Deixar de fazer o mal, fazer o bem e purificar a mente: essa é a lição de todos que despertaram. – Buda

Fontes:

http://www.buddhanet.net/e-learning/qanda01.htm

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *